Arquidiocese de São Paulo

Catedral da Sé em São Paulo

A Arquidiocese de São Paulo (em latim: Archidioecesis Sancti Pauli em Brasília) é um arcebispado metropolitano latino da Igreja Católica Romana no Brasil.

A Arquidiocese é atualmente chefiada por Odilo Scherer desde sua nomeação pelo Papa Bento XVI em 21 de março de 2007, nomeação que encerrou quase quatro décadas de liderança franciscana na arquidiocese: ambos os antecessores, os cardeais Paulo Evaristo Arns e Cláudio Hummes, pertenciam àquela Ordem.

Sua catedral episcopal, a Catedral Metropolitana Nossa Senhora da Assunção e São Paulo, na metrópole São Paulo, foi dedicada à Assunção de Maria em 5 de setembro de 1964. A cidade também possui três basílicas menores: Basílica de Nossa Senhora da Assunção, Basílica de Nossa Senhora da Assunção, Basílica de Nossa Senhora do Carmo (ambas também marianas) e Basílica do Santíssimo Sacramento (dedicada ao Santíssimo Sacramento).


História

  • A Diocese de São Paulo foi erigida pelo Papa Bento XIV em 6 de dezembro de 1745, em vasto território cindido da então Diocese de São Sebastião do Rio de Janeiro.
  • Perdeu territórios em 27 de abril de 1892 para fundar a Diocese de Curitiba e em 9 de agosto de 1907 para fundar a Diocese de Campanha.
  • Tornou-se Arquidiocese Metropolitana em 7 de junho de 1908, tendo perdido mais territórios para estabelecer as Dioceses de Botucatu, Campinas, Ribeirão Preto, São Carlos do Pinhal e Taubaté.
  • Perdeu mais territórios para estabelecer mais Dioceses: Sorocaba Santos, Bragança Paulista, Santo André, Metropolitana Aparecida, Diocese de Mogi das Cruzes, Jundiaí, Campo Limpo, Osasco, Santo Amaro e São Miguel Paulista.
  • Desfrutou das visitas papais do Papa João Paulo II em julho de 1980 e do Papa Bento XVI em maio de 2007.

Comentários

  1. Sr Bispo o padre Julio Lanceloti andou falando que Santa Marina é trans. Faça-o se retratar. Isso é um absurdo.

    ResponderExcluir
  2. Eu como fiel católico me senti escandalizado com a posição do sacerdote Júlio Lancellotti a respeito de Santa Marina... peço ao meu pastor e Bispo Dom Odilo providências cabíveis

    ResponderExcluir
  3. Sr. Bispo, como membro da Santa Igreja Católica Apostólica Romana, a qual foi ultrajada pelos comentários do "padre" Júlio Lancellot, me fazendo também sentir tal ultraje por ser filho da Igreja de Cristo, solicito à vossa eminência para que providências exemplares sejam tomadas, não se limitando em uma mera notinha em redes sociais.
    Esse padre está se tornando uma vergonha para a Igreja e se comporta como um verdadeiro herege e como tal deve ser tratado.

    VIVA CRISTO REI !

    ResponderExcluir

Postar um comentário